Covid-19

jornalistas assumem orientação dos cidadãos pela primeira vez em Portugal

Autores

  • Felisbela Lopes Universidade do Minho https://orcid.org/0000-0001-9227-8998
  • Rita Araújo Universidade do Minho
  • Olga Estrela Magalhães Universidade do Porto
  • Alberto Sá Universidade do Minho

Palavras-chave:

Covid-19, Coronavírus, Jornalismo, Mídia

Resumo

Entre março e maio de 2020, Portugal viveu em confinamento, sempre reportado pelos media noticiosos, que assumiram claramente uma orientação dos cidadãos para comportamentos preventivos da doença, procurando constituir-se como uma frente de combate à pandemia, importante para ajudar o país a ficar em casa. Num inquérito que promovemos à classe, os jornalistas assumem essa orientação, algo inédito no regime democrático que vinga em Portugal desde 1974. Também reconheceram o crescimento substancial de “fake news” e a importância dos especialistas e fontes oficiais na disseminação de informação que ajudasse a população a adotar comportamentos preventivos face a uma pandemia desconhecida.

Biografia do Autor

Felisbela Lopes, Universidade do Minho

Professora do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade/Universidade do Minho, Portugal. 

Rita Araújo, Universidade do Minho

 Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade/ Universidade do Minho, Portugal.

Olga Estrela Magalhães, Universidade do Porto

 CINTESIS/ Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, Portugal.

 

 

Alberto Sá, Universidade do Minho

Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade/ Universidade do Minho, Portugal.

Referências

FORSYTH, Rowena; MORRELL, Bronwen; LIPWORTH, Wendy; et al. Health Journalists’ Perceptions of Their Professional Roles and Responsibilities for Ensuring the Veracity of Reports of Health Research. Journal of Mass Media Ethics, v. 27, n. 2, p. 130–141, 2012. Disponível em: http://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/08900523.2012.669290.
GIDDENS, Anthony et al. Habermas y la Modernidad. Madrid: Catedra, 1988. 346p.
HALLIN, D. C.; BRIGGS, C. L. Transcending the medical/media opposition in research on news coverage of health and medicine. Media, Culture & Society, v. 36, n. 7, p. 1–16, 2014. Disponível em: http://mcs.sagepub.com/cgi/doi/10.1177/0163443714549090.
HANNAWA, Annegret F.; KREPS, Gary L.; PAEK, Hye-Jin; et al. Emerging issues and future directions of the field of health communication. Health communication, v. 29, n. Jan. 2015, p. 955–61, 2014. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24345246.
KREPS, Gary L. The Evolution and Advancement of Health Communication Inquiry. Annals of the International Communication Association, v. 24, n. 1, p. 231–253, 2001. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/23808985.2001.11678988.
MAIBACH, E.; HOLTGRAVE, D. R. Advances in Public Health Communication. Annual Review of Public Health, v. 16, n. 1, p. 219–238, 1995. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/7639871.
OMS. Health Promotion Glossary. 1998.
QUIVY, Raymond; CAMPENHOUDT, Van Luc. Manual de Investigação em Ciências Sociais. [s.l.]: Gradiva, 1992.
ROJAS-RAJS, Soledad; SOTO, Edgar Jarillo. Comunicación para la salud y estilos de vida saludables: aportes para la reflexión desde la salud colectiva. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, v. 17, n. 46, p. 587–599, 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-32832013000300008&lng=es&tlng=es.
SCHULZ, Peter J.; HARTUNG, Uwe. Health communication research in Europe: an emerging field. Health communication, v. 25, n. 6–7, p. 548–51, 2010. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20845139. Acesso em: 27 nov.2015.
TANNER, Andrea H.; FRIEDMAN, D. B.; ZHENG YUE. Influences on the Construction of Health News: The Reporting Practices of Local Television News Health Journalists. Journal of Broadcasting & Electronic Media, v. 59, n. 2, p. 359–376, 2015.
THOMAS, Richard K. Health Communication. New York: Springer, 2006.
ZOLLER, Heather M.; KLINE, Kimberly N. Theoretical Contributions of Interpretive and Critical Research in Health Communication. Annals of the International Communication Association, v. 32, n. 1, p.89–135, 2008. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/23808985.2008.11679076.

Downloads

Publicado

2020-11-10

Como Citar

Lopes, F., Araújo, R., Magalhães, O. E., & Sá, A. (2020). Covid-19: jornalistas assumem orientação dos cidadãos pela primeira vez em Portugal. Revista Fontes Documentais, 3, 183–191. Recuperado de https://aplicacoes.ifs.edu.br/periodicos/fontesdocumentais/article/view/637

Edição

Seção

COMUNICAÇÕES: Informação e desinformação: Impactos na vida humana e ecos sociais